• Cecilia Andalaft

Por que os salários são tão baixos no Brasil?


Você acha que ganha mal? Acordar cedo, trabalhar o mês inteiro, abrir mão do nosso tempo para as pessoas que amamos… Mas nem sempre o fruto do nosso trabalho, retratado nos números impressos no holerite, reflete o que pensamos ser justo e compatível com nossos esforços. Por outro lado, os preços de tudo que consumimos aumentam sem parar, reduzindo nosso poder de compra. Pois saiba que existem inúmeros motivos para que nosso salário não seja o que queremos. Vamos a alguns:

-Salário mínimo: É a base em que todos os salários se apoiam, assim, quanto maior o salário mínimo, maior todos os outros salários. Quando foi instituído, em 1940, 70% da população vivia na roça e a maioria era analfabeta então o salário mínimo foi uma grande conquista para os trabalhadores pois era suficiente para os gastos básicos com alimentação e vestuário. Esse salário para se adequar aos gastos de hoje teria que ter crescido um pouco além da inflação a cada ano, o que não ocorreu.

-Bens necessários ou supérfluos: De 1940 para cá o que antes não existia ou era privilégio de uma minoria hoje são considerados absolutamente necessários como televisão, geladeira, automóvel, celular, computador, cosméticos, passeios, viagens de férias, casa própria...como é preciso ter muito mais dinheiro para comprar o que passamos a considerar como sendo essencial, o mínimo teria que ser triplicado.

-Nível de estudos: O mercado de trabalho paga salários muito altos para os profissionais que detém sólida formação acadêmica e experiência profissional. Infelizmente a grande maioria da população não tem acesso a escolas particulares nem universidades de primeira linha. Assim, a falta de boa educação não permite que o trabalhador ganhe melhor e assim não consegue dar aos filhos uma educação de qualidade e estes por sua vez não tem a formação acadêmica necessária para se destacar no mercado de trabalho e acabam ganhando pouco e passando para a geração seguinte as mesmas dificuldades que encontrou. É um círculo vicioso sem fim.

-Impostos sobre os salários:O Brasil tem o maior nível de encargos sociais e direitos trabalhistas do mundo. Os impostos e encargos sociais que as empresas tem que arcar todo mês para manter um empregado é em média 72% sobre os salários, chegando em alguns casos a 100%. No mundo o percentual médio gira em torno de 20,5%.

Todos esses fatores, e outros não citados, contribuem para que a média salarial brasileira

esteja 53% abaixo da média mundial.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo