• Cecília Andalaft

Inflação pós-pandemia

Diminuição do consumo e compras mais conscientes

A pandemia de Covid-19 transformou o mundo como o conhecíamos, impactando diretamente a economia e os negócios em todo o mundo.

O impacto nos empregos e salários, o fechamento de estabelecimentos comerciais e de empresas, aliado ao processo inflacionário trazido pela crise global da saúde obrigou as pessoas a repensar seus hábitos de consumo.

Aqui no país, pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva revelou que a inflação fez com que 76% dos brasileiros, ou oito em cada dez diminuíssem a compra de produtos e serviços a que estavam acostumados. Além disso, 71% trocaram de marca no último ano.

O levantamento indica que, entre os que reduziram a compra de produtos por causa da inflação, 78% disseram ter economizado com a alimentação em geral. Os principais itens que diminuíram no cardápio foram as carnes (64%), feijão (36%) e aves/frango (36%).

Além do que leva à mesa, a população também realizou cortes nos gastos com energia elétrica (62%), combustível (45%) e roupas (40%).

Maior importância ao preço sem abrir mão da qualidade

A pesquisa do Instituto Locomotiva aponta que sete em cada dez brasileiros estão dando maior importância aos preços, priorizando itens essenciais e com menos interesse ao que é considerado supérfluo. Entretanto, apesar da diminuição do consumo, 83% ainda buscam qualidade na hora de adquirir produtos e serviços.



Fonte: https://mercadoeconsumo.com.br/


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo