R. Eduardo Carlos Pereira, 302 - 04276-030 - Ipiranga - São Paulo - SP

 
Buscar
  • Cecíilia Andalaft

OFERTA DE EMPREGO TEMPORÁRIO NO VAREJO SERÁ A MAIOR EM 6 ANOS

A oferta de vagas de trabalho para o Natal deve ser a maior dos últimos anos.

Para atender à demanda de final de ano, os últimos meses do ano trazem milhares de oportunidades temporárias e esporádicas de trabalho abertas pelos setores de comércio e serviços e são uma forma de os desempregados voltarem ao mercado de trabalho.

Além das vagas temporárias, principal recurso das empresas para atender ao aumento da demanda de serviços, há ainda as vagas intermitentes, que atendem à necessidade de trabalho em períodos alternados.

Ambas as modalidades concedem direitos trabalhistas como férias, 13° salário e FGTS.

A empresa interessada em um empregado temporário deverá procurar uma prestadora de serviços, que vai intermediar a contratação, e a empresa contratante vai remunerar e dirigir o trabalho do empregado, assim como garantir as condições de higiene, segurança e insalubridade do local de trabalho, além da alimentação e eventual atendimento médico.

Distribuição de vagas temporárias para o varejo (por segmento):

  • Vestuários e calçados: 62,5 mil novas vagas

  • Hiper e Supermercados: 12,8 mil

  • Artigos de uso pessoal e doméstico: 10,7 mil

  • Móveis e eletrodomésticos: 3,6 mil

  • Demais segmentos: 1,4 mil

Desde que a modalidade de contratação entrou em vigor, em novembro de 2017, até setembro deste ano, foram criadas 115,3 mil vagas, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia. O número de postos gerados representa 12% do total de vagas criadas no mesmo período no país (962 mil). Cerca de 70% dessas vagas foram abertas nos setores de comércio e serviços.

Fonte: g1.globo.com


1 visualização